25 de maio de 2015

MOÇÃO DE REPÚDIO PELO FM DA ROTULAGEM DOS TRANSGÊNICOS


 Os trabalhadores da educação rede Municipal de Contagem reunido em assembleia no dia 19, repudiam mais uma guinada conservadora do Congresso Nacional, por ter aprovado dia 27 de abril pela Câmara dos Deputados a PL 4148/2008, do deputado ruralista Luiz Carlos Heinze (PP-RS), que prevê a não obrigatoriedade da rotulagem de alimentos que contêm ingredientes transgênicos O projeto de Lei teve votos favoráveis de 320 deputados federais, enquanto que 120 dos parlamentares votaram contra. Agora, o PL segue para o Senado. 
  Ao aprovar a não exigência da rotulagem de alimentos transgênicos, que desde 2003 devem trazer em seus rótulos o símbolo T amarelo, a Câmara comete um atentado ao direito à informação, garantido pelo artigo 6º do Código do Consumidor. O projeto favorece piamente as empresas do agronegócio, cujos proprietários querem esconder a origem transgênica dos produtos comercializados. Com isso, os ruralistas têm como meta fortalecer o oligopólio de grandes empresas que almejam ter o total controle dos alimentos em escala mundial.

22 de maio de 2015

Nota de esclarecimento

- O Governo não cumpriu com os acordos de greve firmados com a categoria em 2014;
- A proposta de reajuste de 0% e as péssimas condições de trabalho têm gerado uma grande indignação no funcionalismo de Contagem de modo geral;
- Os trabalhadores da educação, da saúde e da administração de Contagem estão em Estado de Greve;
- Nos dias 27, 28 e 29 de maio estaremos realizando Greve de 72 horas contra as medidas impostas pelo Governo e o não atendimento das nossas reivindicações;
- Os trabalhadores em educação estão exauridos dos diálogos improdutivos que resultam em acordos não cumpridos pelo Governo;
- Os trabalhadores convivem com as ameaças do Governo que, na tentativa de desmobilizar o movimento, promove coação e assédio moral;

- Por último, lamentamos a postura de desqualificação da nossa luta, pois o jornal recebe constantemente o release das nossas atividades e não publica qualquer nota a respeito das mesmas, mostrando parcialidade e desrespeito ao funcionalismo público, que tanto trabalha em prol dessa cidade e tem sofrido constantes ataques por parte do atual Governo.

REDE MUNICIPAL